Neste tutorial vou mostrar como habilitar o funcionamento do PostgreSQL no XAMPP. O teste foi realizado em um computador com Windows e com o XAMPP instalado em C:\xampp.

Para ativar o PostgreSQL no XAMPP basta alterar o arquivo C:\xampp\php\php.ini, habilitando as seguintes linhas:

extension=php_pdo_pgsql.dll
extension=php_pgsql.dll

Para habilitar as extensões basta retirar o “;” da linha.

Apesar disso ao reiniciar o Apache aparecerá o seguinte erro informando que “O programa não pode  ser iniciado porque está faltando LIBPQ.dll no seu computador. Tente reinstalá-lo para resolver esse problema.”

erro_libpq

Para resolver este problema basta copiar o arquivo libpq.dll da pasta C:\xampp\php para a pasta C:\xampp\apache\bin e reiniciar o Apache.

Bom dia, adquiri recentemente um tablet de baixo custo da Philco o TAB200BR (a linha de tablets TAB200 tem ainda o TAB200PR e TAB200R que diferem, ou deveria, somente na cor) que, apesar das reclamações em diversos sites resolvi me aventurar por dois motivos:

  1. Os distribuidores renomados do equipamento. Não sou muito fã de comprar produtos sem um bom distribuidor, ter com quem reclamar para mim é muito importante;
  2. Apesar da Philco não ter mais a qualidade que tinha na época da Hitachi (acho que entre 80 e 90 aqui no Brasil) pelo menos tem um selo, uma marca no produto, mesmo sendo segunda linha da Britânia como alguns sites dizem(não sei muito bem).

Bom o produto chegou realizei o unboxing, que em breve estará no Youtube, e para desmistificar  vou listar algumas caracteristicas que vi o pessoal reclamando e que para mim não tem fundamento (pelo menos no equipamento que adquiri):

  • Reclamação da versão do Android 2.3: Balela é a 4.0.3;
  • Reclamação que Android Market não funciona: Balela também, assim que conectei na rede wifi e autentiquei ele atualizou para o Google Play. Instalei todos os programas que tinha no smartphone sem problema;
  • Acabamento ruim: Mais ou menos, para ser sincero quem tem qualquer smartphone/tablet Samsung não pode reclamar porque o acabamento deles comparados com Motorola ou Apple é muito ruim, então esta na mesma linha de qualidade da Samsung;
  • Desempenho: Este item é relativo, então fica a cargo de cada um analisar. No benchmark Antutu marcou 2200 pontos assim que liguei o equipamento (durante atualizações e sem um primeiro reset);
  • Tela: TFT capacitiva é bom, mas os 800×480 estragou;
  • Reclamação sobre ser de procedência chinesa: Creio que sim.
Tablet Philco P200BR

Tablet Philco P200BR

Caracteristicas do tablet:
Tela de 7 pol. Capacitiva TFT multiplos toques;
Processador Rockship 2918 A8 1GHz – Não parece ser dual core como insinua o site onde comprei, procurei no site da Rockship e não vi nada de dual core neste processador(no benchmark Antutu marca aproximadamente 940MHz);
OS Android 4.0.3;
RAM 1GB DDR3 (no benchmark Antutu marca 277MB RAM);
Armazenamento 8GB SSD (no benchmark Antutu tem 6GB SSD e 1GB interno para instalação de apps);
Leitor de cartão;
USB;
Mini-USB;
Microfone;
HDMI;
Fone de ouvido;
Wifi;
Webcam traseira de 2mp e frontal de 0,3mp.

Logo, logo farei review do produto com uso de aplicativos como jogos, browsers e escritório em video. Abraços.

Abra o synaptic e instale o postgresql e o phppgadmin. Ele instalará as pendencias necessárias para o programa funcionar.

Para criar a senha do usuario postgres e prepara o PostgreSQL leia o artigo.

Com o PostgreSQL instalado e configurado e o PhpPgAdmin instalado edite o arquivo /etc/phppgadmin/config.inc.php como superusuário.

Ex.: sudo vi /etc/phppgadmin/config.inc.php

e altere a linha abaixo:

$conf[‘extra_login_security’] = false;

Como padrão esta configuração vem como true.Para entrar no sistema digite no navegador web http://localhost/phppgadmin

Pronto o PhpPgAdmin esta funcionando!

O pacote ubuntu-restricted-extras instala diversos codecs(rmvb, avi, mp3, mp4 entre outros pacotes restritos), alem de instalar pacotes como flash, java, bibliotecas, fontes e tantos outros pacotes necessários no dia a dia quem não vem na instalação default do Ubuntu por motivos, geralmente, de formatos de licenças.

Simplismente abra o Synaptic e na pesquisa rápida entre com o nome ubuntu-restricted-extras, marque para instalar e pronto.

Os comando listados abaixo são usados a partir da criação do projeto Zend Framework e você tem que executar os comandos no terminal (windows ou linux) e estar dentro da pasta da aplicação. Os dois primeiros comandos não estão ligados a criação de módulo nem a aplicação em si, por isso não precisa-se estar na pasta da aplicação, são apenas para orientação no desenvolvimento.

Testando a instalação e verificando a versão instalada
$ zf show version

Exibindo a ajuda.
$ zf ?

Criando o db-table da tabela.
$ zf create db-table NomeModulo nome_tabela

Criando os Modelos.
$ zf create model NomeModuloMapper
$ zf create model NomeModulo

Na criação do controller também é criada a view do mesmo.
$ zf create controller NomeModulo

Criando um formulário
$ zf create form NomeModulo

Criando as actions da view
$ zf create action save NomeModulo
$ zf create action remove NomeModulo
$ zf create action view NomeModulo

Estes são comandos básicos e usados com muita frequência no desenvolvimento de aplicações com Zend Framework, por este motivo crie este post de forma sucinta. Em breve criarei um post explicando a criação de um projeto com o refinamento e os comandos necessários. Até mais.

Neste post não citarei a instalação e configuração de servidor web com PHP, caso queira saber como configurar o servidor Apache2 com PHP5 acesse este post.

Abra o gerenciador de pacotes do Ubuntu Synaptic e instale os seguintes pacotes:

postgresql
pgadmin3

Para trabalhar com o PHP5 instale também o pacote:

php5-pgsql

Para atribuir senha para o usuário padrão do PostgreSQL abra o terminal e digite os comandos:

sudo su postgres -c psql postgres

E depois para alterar/atribui a senha:

ALTER USER postgres WITH PASSWORD ‘postgres’;

Para sair do terminal do cliente PostgreSQL:

\q

Edite o arquivo:

/etc/postgres/8.3/main/postgresql.conf

Para liberar acesso para outras máquinas altere a linha:

listen_addresses = ‘localhost’

Para:

listen_addresses = ‘*’

Habilitar encriptação de password tire o comentário do trecho abaixo:

password_encryption = on

Pronto! É só abrir o PgAdmin conectar no servidor localhost (em outras máquinas acessar o IP) com o usuário padrão postgres e a senha postgres, ou a que você alterou.
Um abraço.

A escolha de uma ferramenta robusta de desenvolvimento que atenda todas as espectativas do programador sempre foi uma preocupação para quem programa em PHP. A maioria dos programadores usam editores de texto simples, como por exemplo o VIM, Kate e Notepad++, adaptados para a programação PHP, mas eles ficam devendo quando há a necessidade de um auto-complete que atenda as classes e funções criadas pelo programador, buscas em arquivos do projeto, task manager, entre outros. Assim o programador acaba recorendo ao terminal do sistema operacional (no caso do Linux) e outros programas para a obtenção destes recursos.
Procurando resolver este problema vasculhei a internet em busca de IDE’s que atendam a demanda básica do programador, que seja independente de plataforma e que tenha licença de uso livre. Durante a escolha de uma IDE me deparei com duas que me chamaram muito a atenção: o Komodo 5.1 da ActiveState, baseada no navegador Firefox, e o Eclipse Galileo com o plugin PDT 2.1 desenvolvido por um grupo de empresas entre elas Zend e IBM.


Recursos observados:

  • Coloração de sintaxe;
  • Suporte a plugins;
  • Task Manager (no Komodo com plugin);
  • Auto-complete (em referência da linguagem, classes e funções do projeto);
  • Buscas em arquivos do projetos.

Komodo 5.1
http://www.activestate.com/komodo_edit/

Eclipse Galileo PDT 2.1
http://www.zend.com/community/pdt